quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

AS PALAVRAS DO CARDEAL



As palavras do Cardeal Patriarca, que já fizeram correr rolos de papel e rios de tinta, acerca das cautelas que as jovens portuguesas devem ter ao casarem com rapazes muçulmanos, foram comentadas por Henrique Monteiro, o director do jornal Expresso.

Pode ler aqui.

2 comentários:

Jorge Pinheiro disse...

Olá, Luís

A propósito das palavras do cardeal, talvez fosse bom publicitar a notícia – que apenas ouvi radiodifundida – de que um ou dois dias após o dia 13 de Janeiro (a data das afirmações de Dom Policarpo), um alto dignitário da Somália foi executado pelas autoridades desse país sob a alegação de ter abandonado a fé islâmica. Para ilustrar as diferenças culturais e de categorias mentais entre ocidentais (cristãos ou não) e muçulmanos, parece-me um exemplo muito dignificante.
Saúde
Jorge Pinheiro

Anónimo disse...

A GRANDE DIFERENÇA:
-Os País árabes têm cerca de 70 milhões de analfabetos adultos,dos quais dois terços são mulheres, para uma população estimada de 320 milhões de habitantes, de acordo com o que revela o relatório da Organização das Nacões Unidas para a Educação Ciência e Cultura(UNESCO) divulgado recentemente.Segundo a UNESCO,o analfabetismo atinge perto de 70 milhões de pessoas com mais de 15 anos e cerca de seis milhões de crianças sendo quase 80% raparigas.País como o Egipto,Marrocos e o Sudão são os mais afectados.O défice de conhecimento e de recursos humandos, a fraca participação das mulheres e a ausencia de liberdade são os principais desafios que se colocam aos Países Arabes. Apenas 0,6% da população Arabe tem acesso á internete.Enquanto os senhores do Petróleo comem em pratos de ouro e obrigam o povo a decorar o corão da frente para trás e da esquerde para a direita.QUER QUEIRAM OU NÃO O PROBLEMA ARABE É CULTURAL-RELIGIOSO.ag